Petrobrás: oferta pública de capital

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) determinou que a Petrobrás faça uma oferta pública de fechamento de capital da Petrobrás BR. A companhia também terá de republicar o fato relevante a respeito da incorporação da BR e reconvocar a assembléia geral extraordinária que aprovará a operação - inicialmente prevista para amanhã. A reunião deverá ser agendada com um prazo de pelo menos 15 dias após a data de publicação do comunicado. As decisões ainda podem ser contestadas mediante recurso ao colegiado da autarquia. Confira abaixo os pontos que precisarão ser alterados e acrescidos pela Petrobrás, segundo a CVM:Relação de Substituição - deve ser acrescida a informação de qual seria a relação de substituição das ações dos acionistas não controladores da BR, com base no valor do patrimônio líquido das ações da controladora e da controlada, avaliados os dois patrimônios segundo os mesmos critérios e na mesma data, a valores de mercado;Direito de Retirada As informações devem ser alteradas a fim de que fique definido, para os eventuais acionistas dissidentes da assembléia que aprovar a operação, que o valor de reembolso de suas ações poderá ser pelo escolhido pelo acionista e estará entre o valor de reembolso e o valor do patrimônio líquido, a preços de mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.