Petrobras pagará R$ 6 bi de bônus de assinatura de Libra

Principal empresa do consórcio que arrematou a área de Libra nesta segunda-feira, 21, a Petrobras deverá desembolsar R$ 6 bilhões referentes ao pagamento de sua participação no bônus de assinatura previsto no edital do leilão. O montante corresponde a 40% do bônus de assinatura total estimado em R$ 15 bilhões e equivale à participação da estatal no consórcio.

SABRINA VALLE, WELLINGTON BAHNEMANN E MÔNICA CIARELLI, Agencia Estado

21 de outubro de 2013 | 16h08

Na eventualidade de não ter havido acordos prévios entre as empresas e que cada companhia desembolse o equivalente a sua fatia no consórcio, os R$ 9 bilhões restantes devem ser pagos por Shell, Total, CNPC e CNOOC, as demais empresas que participaram do grupo vencedor.

As chinesas CNPC e CNOOC, cada uma com 10% de participação no grupo, devem pagar R$ 1,5 bilhão cada. Shell e Total desembolsarão R$ 3 bilhões cada, o equivalente à participação de 20% de cada empresa no consórcio.

Tudo o que sabemos sobre:
pré-salleilãobônus

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.