Wilton Júnior/Estadão
Wilton Júnior/Estadão

Petrobrás paralisa unidade da Refinaria Abreu e Lima após incêndio

Companhia afirmou que ninguém ficou ferido e que abastecimento não será afetado

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

04 Dezembro 2018 | 11h04

RIO - A Petrobrás informou que um incêndio paralisou as atividades de uma das instalações da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, na manhã desta terça-feira, 4. Segundo a estatal, o fogo atingiu uma torre da unidade de Coqueamento Retardado (U-21) da refinaria. De acordo com a companhia, ninguém ficou ferido e o incêndio foi controlado.

Por meio de nota, a Petrobrás afirmou que não há impacto no abastecimento, já que a petroleira conta "com estoque e produção para garantir a oferta de combustíveis aos seus clientes".

Mais recente refinaria da petroleira estatal a ser construída, com início das operações em 2014, Abreu e Lima tem a maior taxa de conversão de petróleo cru em diesel - combustível mais comercializado do Brasil -, de 70%.

Além de diesel S-10, com baixo teor de enxofre, a refinaria também produz nafta, óleo combustível, coque e gás liquefeito de petróleo (GLP).

O fogo foi controlado por bombeiros da própria companhia. Uma comissão de investigação foi mobilizada para avaliar as causas do acidente e determinar o prazo para retorno de funcionamento da unidade.

Paulínia também enfrentou incêndio

O incêndio ocorreu pouco mais de três meses após um incêndio de grandes proporções ter atingido a Refinaria de Paulínia (Replan), em São Paulo, a maior da Petrobrás.

Com produção correspondente a aproximadamente 20% de todo o refino de petróleo no Brasil, a Replan tem capacidade para processar 434 mil barris de petróleo por dia e ainda passa por reparos. A refinaria de Paulínia está operando com metade de sua capacidade. / COM REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.