finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Petrobras: plataforma P-52 entra em operação

A plataforma P-52 da Petrobras entrou efetivamente em operação hoje, segundo comunicado da estatal enviado à Bovespa. A unidade foi a primeira a ser construída sob encomenda da Petrobras no governo Lula, dentro das novas regras de nacionalização do conteúdo. Projetada para produzir 180 mil barris de petróleo por dia, a unidade fica no campo de Roncador, na Bacia de Campos (RJ).Segundo o comunicado da Petrobras à Bovespa, a nova plataforma começará extraindo cerca de 20 mil barris de petróleo por dia. O pico de produção deverá ser atingido no segundo semestre de 2008. Essa unidade estará interligada, quanto estiver em plena operação, a 18 poços produtores e 11 injetores de água. O campo de Roncador está localizado a 125 quilômetros da costa do Rio de Janeiro.A P-52 foi construída pelo estaleiro Kepel Fels em Cingapura e foi integrada aos módulos de processamento de gás, produção de energia elétrica e conveses, no estaleiro Brasfels, em Angra dos Reis. A unidade teve seu custo final em US$ 1,1 bilhão, cerca de US$ 120 milhões a mais do que o contrato inicial previa, por conta de aumento dos custos de equipamentos e serviços no decorrer do contrato. A unidade também está entrando em produção com atraso. A previsão inicial era de que o óleo da P-52 começasse a ser produzido no primeiro semestre deste ano. O atraso é uma das causas que impediram a Petrobras de atingir sua meta média de produção diária de petróleo no País este ano, de 1,9 milhão de barris diários.

KELLY LIMA, Agencia Estado

28 de novembro de 2007 | 19h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.