Petrobras prepara assinatura de contratos para 9 navios

Embarcações que serão construídas devem começar a operar entre 2011 e 2014.

Nicola Pamplona, da Agência Estado,

29 de dezembro de 2009 | 17h46

A Petrobras assina nesta terça-feira, 29, três contratos para a construção de nove navios para transporte de combustíveis que serão afretados junto a armadores brasileiros. Cada contrato prevê a construção de três embarcações com previsão para início de operações entre 2011 e 2014.

 

A Companhia de Navegação São Miguel será responsável por navios para transporte de bunker (combustível marítimo) com 4.500 toneladas de porte bruto (TPB). A Delima Comércio e Navegação construirá outros três navios, também para transporte de bunker, com 2.500 TPB.

 

Já a Global Transporte Oceânico assinará contrato para o fornecimento de três embarcações de transporte de combustíveis claros, com 45.000 TPB. Todas as embarcações serão afretadas pela Petrobras por um período de 15 anos e deverão ser construídas no Brasil. O valor dos contratos ainda não foi informado. O programa prevê a contratação total de 19 navios. O diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, irá detalhar, em coletiva dentro de instantes, a encomenda.

Tudo o que sabemos sobre:
Petrobrasnavioembrcaçõesenergia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.