SANDRO VOX | PAGOS
SANDRO VOX | PAGOS

Petrobrás prevê elevar investimento para US$ 19 bi em 2017

Se confirmado, o montante representa um aumento US$ 4,5 bi em relação ao estimado para 2016

Reuters

11 de janeiro de 2017 | 12h17

A Petrobrás deverá elevar os investimentos para US$ 19 bilhões em 2017, disse nesta quarta-feira a jornalistas o diretor financeiro da companhia, Ivan Monteiro.

Se confirmado, o montante significaria um aumento na comparação com os US$ 14,5 bilhões estimados para 2016, segundo projeção divulgada em novembro pela empresa.

A estatal informou nesta quarta-feira que a produção média de petróleo da companhia no Brasil atingiu em 2016 recorde histórico anual, alcançando 2.144.256 barris por dia (bpd), um aumento de 0,75% ante o ano anterior.

Segundo comunicado, a produção de petróleo no Brasil, que responde pela maior parte do volume produzido pela empresa, ficou em linha com a meta de 2,145 milhões bpd prevista para o período.

"Pelo segundo ano consecutivo, a Petrobrás cumpre o planejamento previsto, reforçando o compromisso com a previsibilidade de suas projeções", disse a empresa em nota.

O aumento anual ocorreu na esteira do forte crescimento da produção do pré-sal.

A média anual da produção operada pela empresa no pré-sal, em 2016, atingiu a marca de 1,02 milhão barris de óleo por dia, alta de 33% na comparação com 2015.

A produção total da companhia no país, incluindo o gás natural, somou 2,63 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed) em 2016, alta de 1% ante 2015 e também um novo recorde para a Petrobrás.

"Os principais destaques para a expansão da produção, em 2016, foram o expressivo crescimento da produção no campo de Lula (áreas de Iracema Norte e Iracema Sul, com os FPSOs Cidade de Itaguaí e Cidade de Mangaratiba) e no campo de Sapinhoá (FPSO Cidade de Ilhabela), localizados no pré-sal da Bacia de Santos, além da área do Parque das Baleias (P-58), na porção capixaba da Bacia de Campos, afirmou a empresa.

Adicionalmente, houve o início da operação de três sistemas de produção, sendo dois no campo de Lula (FPSO Cidade de Maricá e FPSO Cidade de Saquarema) e um em Lapa (FPSO Cidade de Caraguatatuba), localizados no pré-sal na Bacia de Santos.

Dezembro. A petroleira informou nesta quarta-feira que a produção média mensal de petróleo no Brasil superou pela primeira vez a marca de 2,3 milhões de barris por dia, ficando 3% acima do recorde anterior registrado em setembro de 2016.

A produção no dia 28 de dezembro atingiu inéditos 2,4 milhões de barris de óleo/dia.

A produção de petróleo e gás natural no Brasil, em dezembro, foi de 2,82 milhões de barris de óleo equivalente (boed), 3% maior do que a registrada em novembro de 2016 e 6% maior do que a de dezembro do ano anterior, "o que se configura também como um novo recorde mensal de produção da companhia".

No exterior, a produção média de petróleo em dezembro foi de 61 mil bpd e a produção média de gás natural somou 10,3 milhões metros cúbicos/dia. Com isso, foram produzidos no mês 122 mil boed.

Consolidando as produções de petróleo e gás no Brasil e no exterior, a produção em dezembro de 2016 foi de 2,94 milhões boed e também se constituiu como novo recorde mensal.

Em novembro, a estatal havia produzido ao todo 2,86 milhões boed. Em dezembro de 2015, a produção da companhia totalizou 2,85 milhões boed.

Tudo o que sabemos sobre:
PetrobrásBrasilLulaParque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.