Petrobras quer ampliar exportações de etanol ao Japão

O diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, disse hoje que a companhia espera ampliar as exportações de etanol (álcool combustível) para o Japão a partir do próximo ano, quando serão concluídos os testes de utilização deste combustível para movimentar as turbinas da usina termelétrica de Juiz de Fora (MG). "Podemos chegar a um volume gigantesco de exportações de etanol", afirmou.

KELLY LIMA, Agencia Estado

09 de setembro de 2009 | 15h50

Os testes começam em dezembro deste ano e vão até março de 2010. "Se tudo der certo, e estamos bastante confiantes de que vai dar, já poderia ser adotado este combustível para térmicas no Japão logo na sequência", disse Costa. Segundo ele, hoje a Petrobras exporta um milhão de metros cúbicos por ano, e tinha estimativa para chegar a três milhões. Mas este volume poderia chegar a até cinco milhões de metros cúbicos por ano, ou até dobrar este total.

De acordo com Costa, um grupo de trabalho da companhia japonesa Tepco deverá acompanhar os testes no Brasil. A Tepco é uma das maiores geradoras de energia no Japão e tem intenção de diversificar sua matriz, que passa por gás natural e também nuclear. A companhia é responsável por gerar sozinha o equivalente a um terço da energia gerada no Brasil.

Tudo o que sabemos sobre:
etanolPetrobrasJapão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.