Petrobrás quer elevar capacidade de refino

Objetivo da elevação é atender a demanda crescente por produtos combustíveis, disse o diretor comercial da empresa, Paolo Roberto Costa, nesta quinta-feira

Agencia Estado,

23 de junho de 2011 | 10h35

A Petrobrás continuará buscando ampliar sua capacidade de refino no Brasil para atender a demanda crescente por produtos combustíveis, disse o diretor comercial da empresa, Paolo Roberto Costa, nesta quinta-feira,23.

"Precisamos fazer isso. Se não fizermos, teremos problemas no futuro", disse Costa. "Temos capacidade de refino de 1,9 milhão de barris ao dia, mas nosso mercado hoje é de cerca de 2 milhões de barris ao dia; e no ano passado o PIB cresceu 7,5%, enquanto a demanda por grandes produtos, como os combustíveis para jatos, a gasolina e o diesel, cresceu à média de 10%", observou Costa, acrescentando que a Petrobrás espera que esse diferencial se amplie.

Analistas têm criticado a ênfase dada pela Petrobrás no aumento de sua capacidade local de refino, a qual não se reverte em elevado retorno para a companhia.

Costa acrescentou ainda não ter ideia sobre quando o conselho da empresa irá divulgar a revisão do programa de investimentos da empresa para 2011-2015. "Não posso dizer nada sobre isso. Não sei", afirmou. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Petrobrásrefinocombustíveis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.