carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Petrobras quer perfurar 11 poços no pré-sal em 2009

Pré-sal é a camada de reservatórios que se encontram no subsolo do litoral do Espírito Santo a Santa Catarina

Tatiana Freitas, da Agência Estado,

12 de agosto de 2008 | 12h20

O gerente-geral da unidade de negócios de exploração e produção da Bacia de Santos da Petrobras, José Luiz Marcusso, afirmou hoje que a estatal petrolífera planeja perfurar 11 poços na camada do pré-sal, localizada em uma área abaixo do leito marinho, em 2009, entre poços pioneiros e de extensão. Para este ano, a Petrobras pretende perfurar sete poços, entre eles Júpiter - onde a companhia procura confirmar a existência de óleo além do gás já encontrado - Guará, Taquari e Ilhabela.   Veja também: Lucro da Petrobrás cresce 44% Área de refino da Petrobrás perde R$ 615 milhões Nervoso, investidor ''pune'' ações da empresa Preço do petróleo volta aos níveis de 1º de maio Economática: lucro da Petrobras é 3º maior das Américas O pré-sal é uma camada de reservatórios que se encontram no subsolo do litoral do Espírito Santo a Santa Catarina, ao longo de 800 quilômetros. A Petrobras é líder em pesquisa e produção de petróleo em águas profundas e ultraprofundas. O óleo está em uma área muito profunda, sob uma camada de sal, abaixo do leito marinho.Para cumprir o cronograma planejado para o próximo ano, Marcusso disse que a Petrobras espera a chegada de três novas sondas de perfuração em 2009. Todas elas serão destinadas ao pré-sal. Ainda este ano, segundo ele, devem chegar ao Brasil outras quatro novas sondas, porém todas com capacidade para explorar reservas localizadas em até 700 metros de profundidade. O executivo inclui nessa conta a sonda que será transferida da região do Golfo do México para a Bacia de Santos.Até 2011, a Petrobras planeja contar com 20 novas sondas de perfuração, sendo 14 delas destinadas para a área do pré-sal.

Tudo o que sabemos sobre:
PetróleoPetrobras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.