Petrobras reafirma interesse em produzir petróleo no México

A Petrobras divulgou nesta sexta-feira, 6, que em reunião nesta manhã, em Brasília, com o presidente eleito do México, Felipe Calderón, o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, reafirmou o interesse da empresa em produzir petróleo no México. Segundo nota à imprensa, Gabrielli e Calderón discutiram algumas possibilidades de expansão da atividade da Companhia naquele país e ainda formar parcerias com a estatal mexicana Pemex, para o desenvolvimento de projetos fora do país. A nota informa ainda que, para Gabrielli, o encontro foi "bastante positivo".Atualmente, a operação da empresa brasileira no México limita-se a um contrato de prestação de serviços, na produção de gás, e a um acordo de cooperação com a estatal mexicana. Um dos temas discutidos foi a exploração e produção de petróleo em águas profundas, atividade na qual a Petrobras é líder e já atua no lado americano do Golfo do México, além de outros países. Calderón demonstrou interesse, também, em conhecer a experiência brasileira no uso do etanol e do biodiesel como combustíveis.O presidente eleito do México quis conhecer em detalhes a atual legislação brasileira para a indústria do petróleo e o impacto que as recentes mudanças provocaram nas atividades e na gestão da Petrobras, além dos diversos tipos de contratos de produção compartilhada existentes no mundo.Participaram do encontro o diretor da Área Internacional da Petrobras, Nestor Cerveró, o Gerente Geral da Petrobras México, Milton Costa Filho, e o embaixador do Brasil no México, Ivan Cannabrava. Da delegação mexicana fizeram parte o embaixador do México no Brasil, Andrés Valencia Benavides, e os principais coordenadores da equipe de transição de governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.