Petrobras reduz sua dívida em US$ 1,2 bilhão

A Petrobras completou com sucesso uma operação financeira nos mercados internacionais para reduzir e simplificar sua dívida externa em US$ 1,2 bilhão. Segundo comunicado distribuído nesta quarta-feira pela estatal às bolsas de valores, a operação iniciada em 18 de julho terminou na segunda-feira com a recompra de cinco séries de "notes" de emissão da sua subsidiária integral Petrobras International Finance Company (PIFCo) por US$ 888,26 milhões.Somados aos títulos já recomprados antes pela Petrobras e por suas afiliadas, a operação financeira totaliza US$ 1,215 bilhão."Como resultado, a companhia reduz de US$ 2,950 bilhões para US$ 1,734 bilhão o valor ainda em circulação destas séries, reduzindo e simplificando o perfil de sua dívida", disse o comunicado. A empresa recomprou seus papéis pagando uma sobretaxa calculada acima de cada US$ 1 mil do valor principal. O pagamento destas quantias será realizado em 27 de julho. A Petrobras International contratou os bancos Morgan Stanley & Co., Incorporated e UBS Securities LLC como gestoras da operação. A empresa é controlada pelo governo, mas suas ações são negociadas nas bolsas de valores de Nova York, São Paulo, Madri e Buenos Aires.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.