Petrobras reitera que ainda não prevê reajuste para combustíveis

O diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, disse hoje que a estatal ainda não prevê reajuste nos preços dos seus principais combustíveis, a gasolina e o diesel. "Ainda há muita volatilidade (oscilação) no mercado internacional e enquanto esta volatilidade continuar, não haverá aumento de preços", disse.Ele reiterou o que vem sendo dito nos últimos dois meses pela diretoria da estatal: "o mercado internacional está sendo acompanhado atentamente" e ainda não houve a configuração de um novo patamar de preços que justificasse o reajuste.O diretor também negou que haja influência política na decisão de não reajustar os preços dos dois combustíveis. "A decisão compete somente à diretoria da Petrobras", frisou ao ser questionado sobre uma possível influência do ministro da Fazenda, Antonio Palocci, que é membro do conselho da estatal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.