Petrobras reitera que não há previsão de reajuste

O presidente da Petrobras, José Eduardo Dutra, reafirmou hoje que a empresa ainda não definiu um reajuste dos preços dos combustíveis em função das oscilações do preço do petróleo. Segundo ele, a companhia pratica preços de acordo com o mercado aberto, com aderência ao mercado internacional, porém sem repassar ao consumidor a mesma volatilidade (oscilação).Ele citou que há três dias o barril do petróleo estava cotado a US$ 50, e hoje está em US$ 45. "Estamos aguardando uma definição melhor de novos patamares para fazer qualquer modificação de preço, mas não temos nem calendário e nem patamares de valor do barril em dólares." O presidente da Petrobras participou hoje da solenidade de assinatura do acordo para participação da Gaspetro no capital da Gasmig, subsidiária da Cemig.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.