Petrobrás, Ser Educacional e MRV estão entre as indicações

Estrategista se diz otimista diante de variáveis como o processo de venda de ativos da estatal

Beth Moreira, O Estado de S.Paulo

24 Março 2018 | 05h00

As ações da Petrobrás continuam em destaque entre as recomendações de analistas. Incluída na carteira da Guide Investimentos, agora o papel preferencial da empresa faz parte de sete portfólios. Ser e MRV, por sua vez, estão entre as indicações da Planner.

Sobre a estatal, o estrategista Luis Gustavo Pereira, da Guide, se diz otimista diante de variáveis como o processo de venda de ativos, melhora operacional e ganhos de eficiência e produtividade, entre outros tópicos.

A nova carteira da corretora teve ainda a adição de Sabesp e TIM. “Realizamos três trocas com o objetivo de deixar nosso portfólio semanal mais defensivo e com menor volatilidade”, explica Pereira. Randon PN e Braskem PNA completam a lista.

Sobre Sabesp, a Guide destaca que a companhia tem apresentado resultados sólidos, com elevação da receita operacional e gestão de custos e despesas eficiente. “Também esperamos altos níveis de distribuição de dividendos pela Sabesp devido à alguns gatilhos, como melhorias decorrentes do arrefecimento da crise hídrica e esperada recuperação da atividade econômica, entre outros”, destaca.

Em relação à Tim, Pereira cita os fundamentos sólidos e fortes resultados reportados nos últimos meses. “Com maior foco na eficiência operacional, a empresa conseguiu manter sob controle seus gastos com custos e despesas, o que tem se traduzido em uma expressiva melhora nas margens operacionais”, explica.

 

 

O profissional observa, no entanto, que é preciso monitorar notícias envolvendo eleições, que podem impactar o mercado local e a temporada de balanços do quarto trimestre, entre outros temas. “Assim, para a carteira, continuamos a balancear o portfólio com ativos mais resilientes e que tendem a se beneficiar de eventos específicos (especialmente os resultados do último trimestre de 2017”, diz.

A Planner fez duas trocas na carteira, incluindo Ser Educacional no lugar de Kroton e MRV em substituição à Multiplus. Sobre a empresa de educação, o analista Mário Roberto Mariante explica que a expressiva queda do papel nesta sexta-feira, de -21,24%, abriu uma boa oportunidade de compra. Já MRV entra no portfólio após ter apresentado um bom resultado em 2017. “Acredito que vai continuar com boa performance em 2018.”

A Magliano Invest trocou praticamente toda a carteira com a inclusão de Bradesco PN, Multiplan, Taesa Unit e Pão de Açúcar. O analista Carlos Soares explica que as retiradas se devem a ajuste técnico buscando a captura de melhores oportunidades na semana.

Sobre Bradesco, o profissional diz que mantém uma visão otimista para 2018, em que espera uma maior captura de sinergia referente à recente aquisição do HSBC além da continuidade na melhora de indicadores econômicos, o que tende a manter o crescimento nos resultados do banco. Para Multiplan, destaca que a melhora do cenário econômico aponta para shoppings mais cheios e com bom nível de vendas. Pão de Açúcar também deve se beneficiar desse cenário, refletindo-se nos próximos resultados.

Já Taesa ganha destaque em meio à boa estrutura de capital e projetos com potencial de agregar geração de caixa nos próximos resultados. O analista acrescenta ainda que a companhia conta com uma situação financeira confortável para realizar novas aquisições, dentre elas alguns ativos da Eletrobrás em que já é sócia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.