Petrobrás tem lucro recorde no semestre

A Petrobrás registrou um lucro recorde de R$ 9,372 bilhões noprimeiro semestre de 2003, maior do que o resultado em todo o anopassado: R$ 8,09 bilhões. No segundo trimestre, porém, a empresa sentiu o impacto da redução promovida nos preços da gasolina e do diesel, no dia 1º de maio, e viu seu lucro cair 31% com relação aos primeiros três meses do ano, passando de R$ 5,5 bilhões para R$ 3,8 bilhões. O resultado do primeiro semestre representa um aumento de 223% com relação ao lucro líquido do mesmo período do ano anterior, de R$ 2,9 bilhões. De acordo com o diretor financeiro da companhia, José SérgioGabrielli, a melhora se deve, principalmente, ao aumento dos preçosmédios de vendas dos produtos na comparação com os primeiros seis meses de 2002, quando a gasolina, por exemplo, foi reduzida em 25% nas refinarias, logo no início do período.Neste semestre, pela primeira vez a empresa registrou superávit nastransações internacionais de petróleo e derivados. A empresa exportou US$ 2,26 bilhões e importou US$ 2,16 bilhões, resultando em um superávit de US$ 100 milhões. Gabrielli lembra, porém, que há outros produtos em sua balança comercial, como gás natural e álcool, que não estão incluídos nesta conta.O aumento das exportações reflete, em parte, a queda da demandadoméstica por petróleo e derivados, que chegou a 5,5%. Parte doexcedente foi realocado no exterior. ?Também faz parte de umaestratégia comercial, de aproveitar oportunidades no exterior?,acrescentou Gabrielli. Ele não quis avaliar se o superávit seriamantido até o final do ano. Em volume, a empresa importou 56 mil barris por dia, em média, a mais do que os 448 mil barris de petróleoexportados por dia no semestre.A produção de petróleo no Brasil caiu neste semestre, em função deparadas para manutenção em importantes plataformas da Bacia de Campos. A Petrobrás produziu uma média de 1,512 milhão de barris de petróleo no período, que representa uma queda de 1% com relação aos primeiros seis meses de 2002. A produção inetrnacional, porém, cresceu 697% ? resultado da aquisição da argentina Perez Companc ? e compensou o resultado neste ítem, que registrou crescimento global de 13%, atingindo o volume de 1,775 milhão de barris produzidos. Somado ao gás, a produção total da empresa no semestre foi de 2,146 milhões de barris de óleo equivalente, no Brasil e no exterior, um crescimento de 16% com relação ao mesmo período do ano anterior.Alta do dólar ajudouGabrielli informou que a valorização cambial registrada este ano teveum impacto positivo de R$ 714 milhões no semestre, refletindo o impacto da apreciação do real na dívida em dólar da companhia e nos custos dos produtos de suas subsidiárias internacionais. A empresa fechou o período com um endividamento de R$ 54,2 bilhões, dos quais R$ 11,2 bilhões com vencimento de curto prazo. ?Tivemos um caixa bom, de R$ 16,3 bilhões e captamos tudo o que precisávamos no primeiro semestre, o que nos deixa em uma posição muito confortável com relação à dívida?, avaliou o executivo.Empresa perde no setor elétricoNo entanto, a Petrobrás continua amargando maus resultados emnegócios do setor elétrico. No segundo trimestre, a empresa fez umaprovisão de R$ 330 milhões, referentes à perda de valor de mercado de oito turbinas para termelétricas que estão em estoque e não deverão ser usadas. As turbinas foram compradas a um preço inflacionado, em uma época em que era grande a demanda mundial por este tipo de equipamento. ?O preço de mercado hoje é inferior ao que pagamos por elas?, disse Gabrielli.A Petrobrás investiu, neste primeiro semestre, R$ 8,9 bilhões,basicamente em projetos de exploração e produção de petróleo e gás. O volume é 55% superior aos R$ 5,7 bilhões investidos em igual período do ano anterior.Impostos e acionistasGabrielli ressaltou que a empresa pagou R$ 25,9 bilhões em impostos, royalties e participações especiais sobre a produção de petróleo aos governos federal, estaduais e municipais. A empresa gerou ainda um valor adicionado de R$ 10,2 bilhões para seus acionistas, o que significa que a União poderá arrecadar, caso todo este montante seja distribuído na forma de dividendos, a um valor superior a R$ 3,2 bilhões.O diretor da Petrobrás comemorou ainda o fato de as ações da empresa em Nova York terem começado a acompanhar o índice da bolsa norte-americana para empresas de petróleo, chamado de Amex Oil Index. ?Estamos alcançando o índice das empresas de petróleo. É resultado de uma percepção positiva do mercado sobre a Petrobrás e sobre o próprio País?, avaliou. Antes da divulgação do balanço, os ministros da Fazenda, AntônioPalocci, do Trabalho, Jacques Wagner, e de Minas e Energia, DilmaRousseff, participaram de reunião do Conselho de Administração daestatal, onde conheceram os números sobre o desempenho no semestre.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.