carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Petrobras tem o maior lucro na América Latina

A Petrobras registrou no ano passado o melhor resultado das empresas na América Latina e manteve, pelo quarto ano consecutivo, a liderança do ranking dos 50 maiores lucros, elaborado pela consultoria Economática.Entre as empresas das três Américas com ganhos superiores a US$ 1 bilhão, a brasileira ocupou a 17.ª posição, com lucro de US$ 6,15 bilhões, ultrapassando gigantes mundiais como Procter & Gamble, Intel, Coca-Cola, Cisco Systems, Merrill Lynch e General Motors. Em 2002, a companhia figurava na 35.ª colocação, com ganho de US$ 2,2 bilhões.Outras companhias brasileiras também estão destacadas no ranking dos 50 maiores lucros da América Latina. A Vale do Rio Doce subiu da 7.ª posição, em 2002, para a 4.ª, no ano passado. A melhora no ranking é decorrente do crescimento de 170% no lucro da empresa, que saltou de US$ 578 milhões para US$ 1,5 bilhão.Mais 3 empresas ficaram entre os 10 maiores lucros da América Latina, entre elas Banco Itaú (6.º lugar), Banco do Brasil (7.º) e Bradesco (8.º). No caso do Itaú, apesar do ganho espetacular de US$ 1,91 bilhão, em 2003, a instituição perdeu uma colocação e caiu do 5.º para o 6.º lugar - resultado do avanço da Vale do Rio Doce e da América Móvil, do México.Um dos resultados mais expressivos é o da Usiminas. A empresa reverteu prejuízo de US$ 92 milhões para lucro de US$ 452 milhões, e saltou da 898.ª para a 19.ª posição. Da mesma forma, a companhia mineira de energia Cemig saiu do 933.º para o 22.º lugar, e a Bunge Brasil, da 900.º colocação para ficar entre os 30 maiores lucros de 2003 na América Latina.Das 50 companhias do ranking latino americano, 27 são brasileiras, 15 mexicanas, 3 argentinas e 5 chilenas. Outras empresas importantes na economia nacional apareceram no levantamento da Economática, como Gerdau, Unibanco, Klabin, Companhia Siderúrgica de Tubarão, Aracruz e Votorantim.

Agencia Estado,

01 de abril de 2004 | 05h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.