Petrobras tenta empréstimo de US$ 2,4 bilhões no Japão

O diretor-financeiro e de relações com investidores da Petrobras, Sérgio Gabrielli, informou hoje que a estatal negocia no Japão um empréstimo de cerca de US$ 2,4 bilhões. Os recursos serão financiados pelo JBIC, o banco japonês de fomento às exportações, e por um grupo de empresas locais lideradas pela Mitsui. A expectativa do diretor é de que o financiamento esteja acertado até o fim de março.O dinheiro será usado em um projeto para distribuição de gás no Nordeste e no Sul e também no desenvolvimento de campos petrolíferos na Bacia de Campos, no litoral carioca.No ano passado, a Petrobras optou pelo mercado doméstico e captou cerca de R$ 1,3 bilhão em debêntures.PatrimônioA Petrobras anunciou também uma mudança na conta dos custos com abandono de poços e desmantelamento de áreas que irá aumentar em R$ 2,5 bilhões o patrimônio da companhia. Gabrielli afirmou que a estatal agora irá seguir o modelo adotado internacionalmente pelas grandes empresas do setor.A diferença, disse o diretor, é que a provisão para abandono de poços será feita agora por valor presente ajustado pelo risco de mercado e não mais pelo valor histórico, que era mais alta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.