Petrobras teria suspendido concorrência para plataformas

Os deputados federais do PT do Rio Carlos Santana e Luis Sérgio divulgaram nota hoje informando que a Petrobras concordou em suspender a concorrência para as obras das plataformas P-51 e P-52 e só abrir os envelopes com as ofertas no próximo governo.Segundo a nota, as obras estão orçadas em US$ 1 bilhão e vão criar, cada, cinco mil empregos diretos por pelo menos dois anos. "Não podemos permitir que essas obras sejam feitas no exterior", diz Santana na nota.A contratação, pela Petobras, de empresas estrangeiras para fabricar plataformas foi uma das principais críticas do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, durante a campanha eleitoral.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.