Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Petrobras vai explorar o mar argentino

Alberto Guimarães, diretor geral da Petrobras Energia, subsidiária argentina da estatal brasileira, afirmou hoje que a empresa vai investir pesado na prospecção de petróleo no mar do país vizinho. "Exploraremos o mar argentino como ninguém o fez", afirmou Guimarães, em entrevista de duas páginas, publicada hoje no jornal "El Cronista", principal jornal econômico da Argentina.Apesar do know how da Petrobras em exploração de águas profundas, Guimarães afirma que "haverá um grande desafio" para esse empreendimento na Argentina, devido ao escasso volume de informação disponível sobre o assunto.O executivo admite que o plano de investimento de US$ 1,5 bilhão para a Argentina, entre 2005-2009, poderá ser reformulado, segundo os resultados das análises que serão realizadas para a exploração do mar argentino, já que a perfuração de cada poço demanda entre US$ 30 milhões a U$S 40 milhões.CrescimentoNa entrevista ao jornal argentino, Alberto Guimarães afirma que a empresa fechará o ano "com crescimento em todos os negócios". "Quando chegamos ao país, tínhamos 10% de market share em combustíveis. Este ano, chegamos a 15%. Todo este crescimento só se consegue com investimentos concretos", citou fazendo uma clara referência às acusações do governo argentino de que a empresa não estava investindo no país.A Petrobras ocupa hoje o quarto lugar no mercado argentino, mas o objetivo é chegar ao segundo, passando na frente da Shell e Esso, ficando atrás somente da Repsol YPF.Uma pesquisa realizada pela revista econômica Apertura, Alberto Guimarães foi escolhido como o 10º CEO mais destacado da Argentina. Na votação, ele foi destacado pela "rápida inserção da Petrobras no mercado e sua capacidade para convencer empregados e acionistas de que o rumo que traçou para a companhia é o correto".

Agencia Estado,

06 de dezembro de 2004 | 14h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.