Petrobras vai reduzir terceiros e contratar 3 mil

A Petrobras decidiu reduzir o número de funcionários terceirizados na estatal e contratar três mil pessoas em todo o País. O edital do concurso será divulgado até o final do ano, mas a principal companhia petróleo do Brasil já informou que haverá vagas de níveis técnico e superior. A decisão de diminuir a parcela de terceirizados foi tomada após a conclusão de um estudo feito em conjunto com o Sindicato dos Petroleiros.O objetivo, segundo a assessoria de imprensa da estatal, é baixar de 30% para 10% o número de prestadores de serviços nas principais atividades da companhia. Hoje, das 130 mil pessoas que trabalham para o grupo Petrobrás, apenas 34,5 mil são contratados diretamente pela estatal. O restante é ligado as mais de cinco mil empresas que operam para a companhia. As estatísticas mostram que o maior número de acidentes nos últimos anos ocorreu com os terceirizados, que têm treinamento diferente dos empregados da Petrobrás. Desde 1998, dos 135 funcionários mortos em acidentes de trabalho na companhia, 104 eram prestadores de serviço. Além da questão de segurança. Esses acidentes também pesam no caixa. No ano passado, a Petrobras reservou R$ 398,2 milhões em seu balanço financeiro para quitar dívidas trabalhistas com o INSS que deixaram de ser pagas pelas empresas terceirizadas.O concurso seguirá o mesmo modelo adotado pela Petrobras no ano passado, quando foram contratados 1,7 mil pessoas. Os salários de nível superior devem começar na faixa de R$ 2,7 mil. Além de provas de português e inglês, o candidato fará teste de conhecimento específico para a área de convocação. As inscrições serão feitas nas agências da Caixa Econômica Federal ou pela internet e a taxa será de R$ 20 para as vagas de nível técnico e de R$ 45 para as de nível superior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.