coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Petroleiras bancaram funcionários da ANP no GP da F-1

Funcionários da Agência Nacional do Petróleo (ANP) estiveram no Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1, em Interlagos (zona sul de São Paulo), no domingo passado, a convite de companhias que devem regular ou fiscalizar, como a Petrobras e a Shell. Segundo observadores próximos, pelo menos quatro servidores aceitaram convite para acompanhar a corrida com as despesas pagas, o que fere o código de conduta da instituição. Fontes da ANP informam que a comissão de ética estaria levantando os nomes dos envolvidos para avaliar a abertura de sindicância.A ANP informou apenas que "nenhum representante da diretoria" aceitou o convite, que incluiu hospedagem em São Paulo, traslados e lugar nos camarotes durante os três dias do evento. Fontes afirmaram ao jornal O Estado de S. Paulo que o chefe de gabinete da diretoria-geral, Edson Silva, e o superintendente de fiscalização de combustíveis, Jefferson Paranhos, estiveram em camarotes das petroleiras no autódromo. A assessoria de imprensa da agência alegou não ter encontrado os executivos para confirmar a informação.Na quarta-feira da semana passada, a comissão de ética da agência distribuiu circular lembrando aos funcionários dos limites impostos pelo código de conduta. O texto diz que é vedado aos servidores "pleitear, aceitar, sugerir, receber ou aceitar, para si ou para outrem (...) qualquer tipo de presentes, doações, gratificações, prêmios ou vantagens de qualquer espécie". "A proibição não se aplica a convites para participar de fóruns, workshops, visitas técnicas ou outras participações de restrita natureza profissional", completa o documento.A Shell informou que Paranhos foi convidado para ministrar uma palestra para seus revendedores, em São Paulo, na quinta-feira, e teria feito uma "visita técnica" ao box da Ferrari no dia seguinte. A companhia afirmou, porém, que ele não teria assistido à corrida. Já Silva teria sido convidado pela Petrobras. Não há confirmação, porém, de que os dois tenham usufruído do pacote completo oferecido pelas empresas. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.