Covid-19

Bill Gates tem um plano para levar a cura do coronavírus ao mundo todo

Petroleiros aprovam greve de cinco dias a partir de 2ª

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) informou que a categoria aprovou a realização de uma greve de cinco dias com parada de produção a partir da zero hora da próxima segunda-feira. Os petroleiros reclamam da proposta de Participação nos Lucros e Resultados (PLR) apresentada pela Petrobras este ano, que, segundo nota divulgada pela FUP em seu site, está abaixo da média dos últimos anos. "A Petrobras apresentou no dia 16 uma proposta de PLR rebaixada e que, claramente, tenta dividir os trabalhadores. O tiro saiu pela culatra e incendiou ainda mais a categoria", diz o texto.

NICOLA PAMPLONA, Agencia Estado

19 de março de 2009 | 19h25

Segundo a entidade, apenas as bases do Paraná e Santa Catarina ainda não votaram o indicativo de greve, o que deve ser feito nesta sexta-feira. A FUP inicia agora orientação aos sindicatos para iniciar a preparação da greve, de forma a garantir a parada de produção em refinarias e plataformas, entre outras unidades.

Na última paralisação deste tipo, em julho do ano passado, a Petrobras acionou um esquema de emergência e conseguiu retomar as atividades ainda no primeiro dia de greve. Hoje, a Petrobras disse apenas que continua aberta ao diálogo e que acredita em uma solução negociada. Não há, porém, reunião agendada entre as partes até o momento.

Tudo o que sabemos sobre:
grevePetrobras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.