Petroleiros devem aderir à paralisação na 5ªfeira

Os petroleiros devem participar do movimento que está sendo chamado de Dia Nacional de Lutas com Greves e Paralisações, idealizado por centrais sindicais. A iniciativa propõe uma greve geral na quinta-feira, 11, com a adesão de diversas categorias de trabalhadores em todo o País. A Federação Única dos Petroleiros (FUP) e a Federação Nacional dos Petroleiros (FNP) sinalizaram que seus filiados irão aderir ao movimento.

ANDRÉ MAGNABOSCO, Agencia Estado

09 de julho de 2013 | 17h25

Em sua página na internet, a FUP informa que os petroleiros da Refinaria Presidente Getulio Vargas (Repar), em Araucária (PR), farão uma greve de 24 horas com corte de rendição. Entre as reivindicações está a suspensão de novos leilões de áreas de concessão de petróleo. Mais cedo, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgou as minutas do edital da 1ª licitação de áreas do pré-sal, prevista para outubro.

O mesmo pleito será levado às ruas pela FNP. A entidade promoveu debates para discutir a presença no Dia Nacional de Lutas e decidiu aderir ao movimento. Também no site, a FNP sinalizou que a decisão resultará na paralisação das atividades dos funcionários da Petrobras.

Tudo o que sabemos sobre:
protestospetroleiros

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.