Petroleiros iniciam paralisações surpresa

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) iniciou movimento de paralisações surpresa de 24 horas, que prosseguirão até a meia-noite de sexta-feira. Em comunicado, divulgado nesta terça-feira, a FUP informa que houve paralisações da categoria hoje, atingindo as refinarias do Planalto (REPLA), em Campinas; do Paraná (REPAR); e a Superintendência para Industrialização do Xisto (SIX), também no Paraná. A federação informou que, na Refinaria Duque de Caxias (Reduc), no Estado do Rio, os trabalhadores continuam parados desde a manhã de segunda-feira, em greve por tempo indeterminado, com avaliações diárias, conforme aprovaram em assembléias.Na SIX, os petroleiros iniciaram a paralisação à zero hora de hoje, "com adesão total do turno e mais de 50% do administrativo", de acordo com a FUP.Na REPAR e na REPLAN, as paralisações tiveram início hoje pela manhã, "também com adesão total dos turnos e boa participação dos trabalhadores do administrativo", na avaliação da federação.EstratégiaAs paralisações surpresa incentivadas pela FUP estão ocorrendo de forma alternada, atingindo a cada dia unidades diferentes da Petrobras. "O objetivo das mobilizações é pressionar a direção da empresa a atender as principais reivindicações dos petroleiros, que estão em campanha reivindicatória desde o início de agosto".Mas, segundo lembra a FUP, após quatro rodadas de negociação, a Petrobras propôs reposição da inflação pelo ICV/DIEESE (7,81%), contraproposta que foi rejeitada pelos trabalhadores por unanimidade em todas as bases do país.Os petroleiros querem 13,2% de reajuste salarial, entre outras reivindicações. A federação confirma que, após mobilização dos petroleiros, a Petrobras agendou nova reunião de negociação para hoje às 14 horas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.