Petróleo atinge novo recorde, fechando a US$ 73,73

O barril de petróleo Brent, de referência na Europa, bateu hoje um novo recorde de fechamento, cotado a US$ 73,73 ao fim do pregão regular do mercado de Londres, por causa da crescente tensão internacional devido ao programa nuclear do Irã, entre outros fatores. O preço final do barril do Brent para entrega em junho subiu US$ 1,22 em relação ao fechamento anterior, de US$ 72,51, no Intercontinental Exchange Futures, a antiga Bolsa Internacional de Petróleo (IPE). Ao longo do pregão, o petróleo do Mar do Norte chegou a ser cotado a US$ 74, um preço sem precedentes desde que a IPE começou suas atividades em Londres, em 1988. Segundo os analistas, a escalada do preço do petróleo se deve à preocupação do mercado com a crise provocada pelo programa nuclear iraniano. A violência na Nigéria é outra ameaça ao fornecimento de petróleo. Além disso, as reservas de petróleo e gasolina nos Estados Unidos vêm caindo. As refinarias americanas enfrentam problemas desde a passagem dos furacões pelo Golfo do México, no ano passado. A queda nas reservas provocou hoje o aumento do preço do barril do Texas para US$ 72,17 no mercado de Nova York. Normalmente, o petróleo do Mar do Norte costuma ser mais barato que o texano. Mas a crise iraniana mudou tudo, já que a Europa importa petróleo iraniano e os EUA não. Bolsas em Nova York fecham em alta As bolsas de Nova York fecharam em alta mais uma vez, apesar do novo recorde do preço do petróleo. Segundo dados preliminares disponíveis no fechamento, o Dow Jones Industriais, indicador mais importante de Wall Street, subiu 10 pontos (0,09%), atingindo 11.278,77. O Nasdaq, que cota a maior parte das empresas de setores tecnológicos, registrou uma alta maior, de 14,74 pontos (0,63%), e foi a 2.370,88, devido à forte valorização do Yahoo!, que apresentou bons resultados no primeiro trimestre do ano. No Brasil, a Bolsa de Valores de São Paulo teve mais um dia de recorde e fechou em 39.937,7 pontos, 18º recorde do ano. A alta foi de 0,92%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.