Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Petróleo avança e bolsas da Ásia atingem menor nível em 2 anos

As ações nos mercados asiáticosfecharam a sexta-feira no menor patamar em dois anos, marcandoa quarta semana consecutiva de queda, depois que o avanço dopetróleo --que rompeu a marca dos 121 dólares por barril--aumentou as preocupações sobre a inflação. A falta de um sinalclaro sobre o fim da crise dos mercados financeiros tambémcontribuiu para o desempenho negativo. O índice Nikkei da bolsa de Tóquio encerrou os negócios comqueda de 0,7 por cento, para 12.666 pontos. Foi o menor patamarde fechamento da bolsa japonesa em aproximadamente cinco meses.A valorização do iene acabou derrubando as ações de grandesexportadoras, como a Honda Motto . "O ambiente de negócios está pior do que ontem à medida emque o iene ficou mais forte depois do fechamento da véspera eda forte alta dos preços do petróleo", afirmou YoshinoriNagano, estrategista-chefe da Daiwa Asset Management. "As prolongadas preocupações sobre a economia global,incluindo o Japão, também pesaram sobre o mercado",acrescentou. O índice de ações asiático da MSCI atingiu o menor patamarem dois anos. Por volta das 7h39 (horário de Brasília), oindicador tinha queda de 0,96 por cento, para 108 pontos. Na Coréia do Sul, a bolsa de valores teve desvalorização de1,04 por cento, recuando para o menor patamar em 16 meses. Asações do principal banco do país, o Kookmin Bank amargaram umtombo de 6,05 por cento. O índice da bolsa de Xangai caiu 1,09 por cento, para 2.405pontos. Já em Hong Kong, os mercados ficaram fechados por contade um tufão. Na contramão, a bolsa de valores da Austrália fechou asexta-feira com valorização de 1,15 por cento, aos 4.931pontos. REUTERS RA

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.