Petróleo avança em NY e toca os US$ 100

O preço do petróleo negociado em Nova York fechou ontem em alta de US$ 2,81%, a US$ 98,10 por barril, mas chegou a tocar os US$ 100, o valor mais alto desde outubro de 2008. O avanço foi motivado por receios com a possibilidade de uma interrupção na produção de petróleo da Líbia por causa dos confrontos violentos entre as forças de segurança e manifestantes contrários ao governo. Empresas como Eni, Repsol e Wintershall já suspenderam suas atividades no país da África, que exporta cerca de 90% de sua produção diária de 1,6 milhão de barris de petróleo para nações como Itália e Alemanha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.