Petróleo bate novo recorde com oferta, em US$ 129,31

Preço do petróleo, além do clima externo ruim e da aceleração da inflação, preocupam mercados

Nathália Ferreira, da Agência Estado,

20 de maio de 2008 | 10h40

Os contratos futuros de petróleo na Nymex eletrônica renovaram nesta terça-feira, 20, o recorde intraday (durante os negócios), em US$ 129,31 por barril, impulsionados pelas constantes preocupações com a oferta apertada do produto. A alta segue comentários de Boone Pickens, grande investidor de petróleo do Texas que comanda o fundo BP Capital, de que o preço do petróleo na bolsa de Nova York (Nymex) deve atingir US$ 150 por barril antes do fim do ano, conforme a oferta mundial diminui, em entrevista ao vivo à rede de notícias CNBC.   Veja também: Preço do petróleo em alta   Às 10h25 (de Brasília), o petróleo na Nymex subia 1,46%, a US$ 128,90 por barril. Na plataforma ICE, o petróleo Brent em Londres avançava 1,65%, a US$ 127,12 o barril. O preço em alta do petróleo também é sustentado pela desvalorização do dólar em relação a outras moedas e pela elevação dos preços de destilados, segundo analistas.   Os preços vinham se mantendo perto da estabilidade mais cedo, puxados para um lado pelos sinais de que o equilíbrio entre oferta e demanda no curto prazo pode estar se aliviando e, para o outro lado, por indicações de longo prazo de que os mercados de petróleo não devem receber um impulso na produção dos grandes produtores. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
PetróleoBolsa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.