Petróleo bate novo recorde e supera os US$ 127 em NY

Alta foi puxada por preocupações com a oferta global e especulações sobre aumento da demanda da China

Regina Cardeal, da Agência Estado,

16 de maio de 2008 | 09h47

Os contratos futuros de petróleo subiram mais de US$ 3 o barril nesta sexta-feira, 16, atingindo o recorde intraday (durante os negócios) de US$ 127,43 por barril em Nova York. Os investidores se animaram com a recuperação dos preços no fim da sessão da última quinta-feira, impulsionados por uma perspectiva técnica ainda altista. Especulações de que a China estaria aumentando as compras de óleo diesel ajudaram na alta, além das preocupações com a oferta global.  Veja também:Bush vai pressionar rei saudita sobre preço do petróleo e IrãPreço do petróleo em alta  No pregão eletrônico da New York Mercantile Exchange (Nymex), o contrato para junho bateu no recorde de US$ 127,43. Às 9h45 (de Brasília), o contrato subia 2,23% para US$ 126,93 o barril. O contrato do Brent para julho estava em alta de 2,43%, em US$ 125,63 o barril. O petróleo sobe na esteira do avanço dos preços dos derivados e com o mercado sensível a problemas na oferta, particularmente dos tipos de petróleo leves mais procurados. Um relatório do Goldman Sachs elevando suas previsões para de preço contribuiu para o repique do petróleo. Os analistas do banco de investimentos elevaram a projeção para o preço médio do petróleo no segundo semestre de 2008 em US$ 34 para US$ 141 por barril, à medida que os efeitos de uma desaceleração na tendência de longo prazo do crescimento da oferta aparecem nos preços da commodity.  "Nossa análise sugere que os preços de longo prazo vão impulsionar os preços à vista em média 14% acima dos níveis atuais", disseram analistas do Goldman em nota, explicando a revisão para cima da projeção anterior de US$ 107 por barril. Na quinta-feira, em meio à forte volatilidade dos preços, os fundos voltaram a comprar quando o petróleo se aproximou das mínimas, disse Robert Montefusco, analista da corretora Sucden, em Londres. "Hoje o movimento continua; nada mudou ao longo da noite", acrescentou. O gasóleo para junho na ICE estava em alta de US$ 6,50, em US$ 1.204,75 a tonelada, enquanto a gasolina para junho na Nymex subia 1,87% para US$ 3,2252 o galão. As informações são da agência Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.