Petróleo bate recorde com dólar fraco e problemas na oferta

Barril atinge US$ 123,93; preocupações com desequilíbrios globais de oferta em relação à demanda puxam alta

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

08 de maio de 2008 | 09h47

Os contratos futuros do petróleo WTI e do Brent estabeleceram novos patamares recordes de preço na manhã desta quinta-feira, 8, a US$ 123,93 o barril e US$ 122,79 o barril, respectivamente. Às 7h47 (de Brasília), o contrato do WTI subia 0,01% para US$ 123,54 o barril na Nymex eletrônica e o contrato do Brent avançava 0,11% para US$ 122,46 o barril.   Veja também:  Preço do petróleo em alta    A commodity segue sustentada pela perspectiva técnica altista do petróleo, retração do dólar e contínuas preocupações com os desequilíbrios globais de oferta em relação à demanda.   "Parece difícil argumentar com os altistas que continuam focados nas perspectivas de forte crescimento na demanda dos mercados emergentes, enquanto a oferta continua incerta", disse o chefe de pesquisa do Sucden, em Londres, Michael Davies.   A perspectiva de o petróleo atingir os US$ 200,00 o barril é considerada não entre analistas do mercado. O ministro do petróleo do Irã previu que a commodity atingirá o nível num futuro próximo.   Segundo ele, a disparada do petróleo é provocada em parte pelas dificuldades na produção da Nigéria e pelo enfraquecimento do dólar em relação à outras moedas. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Petróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.