coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Petróleo bate recorde com temor de ação turca no Iraque

As preocupações geopolíticas e o dólar fraco ajudaram a levar o contrato de petróleo WTI com vencimento em novembro para um novo recorde em US$ 84,98 o barril na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex). Da mesma maneira, o Brent também foi à máxima em US$ 81,93 por barril na ICE. Os temores são de que a Turquia lance uma ofensiva contra rebeldes curdos em território iraquiano. "O único elemento real de suporte está vindo da Turquia", afirma Olivier Jakob, da Petromatrix. Ele ressaltou que a superação dos níveis recordes anteriores inspirou novas compras técnicas.Segundo jornais turcos, o gabinete da Turquia deve assinar hoje uma moção para obter autorização parlamentar para uma ofensiva no norte do Iraque para combater rebeldes curdos. Os EUA opõem-se a uma intervenção unilateral turca no Iraque, temendo que isso possa desestabilizar uma parte relativamente pacífica do país. No entanto, o principal general turco alertou no fim de semana que as relações militares entre os dois aliados podem ser gravemente afetadas se o Congresso norte-americano aprovar a resolução sobre o genocídio armênio durante a Primeira Guerra Mundial (1914-1918).Às 9h14 (de Brasília), o petróleo para novembro negociado na Nymex eletrônica subia 1,37% para US$ 84,83 o barril, enquanto o Brent com o mesmo vencimento avançava 1,49% na ICE para US$ 81,75 o barril. As informações são da Dow Jones.

CAROLINA RUHMAN, Agencia Estado

15 de outubro de 2007 | 09h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.