Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Petróleo cai após redução das estimativas de demanda da AIE

Segundo relatório da Agência, recente aumento nos preços da commodity já afeta o consumo

Elena Moya, da Reuters,

13 de novembro de 2007 | 11h45

O preço internacional do petróleo chegou a cair mais de um dólar nesta terça-feira, depois que a Agência Internacional de Energia (AIE) cortou suas estimativas para o crescimento da demanda mundial. De acordo com a AIE, os recentes aumentos dos preços da commodity já afetaram o consumo.  O contrato de petróleo para dezembro negociado em Nova York caía US$ 0,81, para US$ 93,81 o barril, às 11h (horário de Brasília). Em Londres, o contrato do tipo Brent cedia US$ 0,71, para US$ 91,22 o barril.  A AIE reduziu em 570 mil barris por dia sua estimativa de crescimento da demanda por petróleo para o quatro trimestre do ano e em 180 mil barris a estimativa para o primeiro trimestre de 2008.  O ministro de Petróleo saudita, Ali al-Naimi, disse que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) não tomará nenhuma decisão de política durante seu encontro em Riad. "Este não é o lugar para discutir preço, aumento ou redução de produção", disse o ministro em entrevista.  A próxima reunião da Opep para discutir sua política de produção está agendada para 5 de dezembro, em Abu Dahabi.  O encontro da Opep em Riad contará com a participação dos chefes de Estado dos países que formam o grupo. Isso não acontece desde 2000, quando o barril do petróleo era cotado a US$ 30.

Tudo o que sabemos sobre:
Petróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.