Petróleo cai forte após Opep indicar aumento da produção

A disposição dos principais membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) de aumentar a produção derrubaram os preços do petróleo nesta quarta-feira. Em Nova York, os contratos para julho fecharam em US$ 39,96 o barril, em queda de 5,60%. Em Londres, os contratos de brent para julho encerram em US$ 36,86 o barril, em baixa de 5,68%.As garantias de maior oferta da Arábia Saudita e dos Emirados Árabes Unidos (EAU) devolveram quase todo o ganho obtido ontem em reação aos ataques terroristas ocorridos no final de semana em Khobar, na Arábia Saudita. A reviravolta de hoje demonstrou o poder da Opep no mercado, que alguns negociantes estavam questionando por causa dos preços recordes em desafio aos esforços do cartel para domar o movimento de alta. Nesta quinta-feira, em Beirute (Líbano), os membros da Opep irão discutir a política de produção do grupo pela segunda vez em duas semanas e é amplamente esperado um anúncio de aumento no teto de produção do grupo.Segundo participantes, pesou sobre os preços a informação de que a Arábia Saudita já elevou sua produção para 9,1 milhões de barris/dia e a promessa "unilateral" dos EAU de aumentar sua produção em mais 400 mil barris/dia.

Agencia Estado,

02 de junho de 2004 | 17h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.