Petróleo cai frente a aumento nos estoques de derivados do EUA

O petróleo apresentava queda para menosde 95 dólares o barril nesta quinta-feira, devido àinfluência do aumento dos estoques de derivados nos EUA queofuscou o forte declínio das reservas da commodity no país. Por volta das 10h10 (horário de Brasília), o petróleo brutonegociado nos EUA caía 69 centavos, para 94,98 dólares obarril. Em Londres, o petróleo bruto tipo Brent recuava 41centavos, para 93,96 dólares o barril. Os estoques de gasolina norte-americanos subiram 5,3milhões de barris na semana passada, muito acima do volumeprevisto por analistas. Apesar disso, a Administração de Informação de Energia(AIE) informou que as reservas de petróleo recuaram 6,8 milhõesde barris, para o menor nível registrado desde outubro de 2004. O petróleo recuou de um recorde de 100,09 dólares o barril,atingido na semana passada, pressionado parcialmente porreceios de que a desaceleração da economia dos EUA possaprejudicar a demanda energética. O banco de investimentos Goldman Sachs previu naquarta-feira que a economia norte-americana pode entrar em umperíodo de recessão neste ano. A Organização de Países Exportadores de Petróleo (Opep),responsável por mais de um terço da oferta mundial de petróleo,estima que tanto a demanda quanto os preços da commodity serãoafetados caso os problemas econômicos alcancem proporçõesmundiais. "Acompanhamos com muito interesse a evolução desta criseque poderia, caso afete a Europa e o restante do mundo,provocar uma contração no desenvolvimento da economia global",disse Chakib Khelil, presidente da Opep na quarta-feira. (Reportagem adicional de Yaw Yan Chong em Cingapura)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.