Petróleo caro reduz previsão de crescimento da União Européia

A elevação dos preços do petróleo forçou a União Européia a rever suas projeções para o crescimento da região em 2005, para 2%, abaixo do cálculo anterior de expansão de 2,3%, anunciou a Comissão da União Européia, em seu relatório de outono.No entanto, para 2004, a Comissão espera expansão de 2,1%, acima da estimativa anterior de crescimento de 1,7%. A comissão prevê também queda da inflação, para 1,9% em 2005 e para 1,7% em 2006, de 2,1% em 2004.Mas, "a persistente alta dos preços do petróleo e sua maior volatilidade (oscilação) têm implicações adversas na perspectiva de crescimento num horizonte previsto", disse a Comissão.Petróleo em US$ 50,00 o barrilNo relatório, a Comissão prevê que a demanda global, especialmente na China e nos EUA, e a crise no Iraque devem manter os preços do petróleo próximo ou acima de US$ 50,00 o barril e conter o crescimento econômico.O relato inclui capítulos separados sobre a situação de cada um dos países-membros da União Européia. Cinco países devem superar o teto do déficit permitido em 2005, correspondente a 3% do PIB, incluindo França e Alemanha. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.