finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Petróleo despenca e Dow Jones atinge nível inédito

A forte baixa registrada nesta terça-feira pelo preço do petróleo levou o Dow Jones, principal indicador da Bolsa de Nova York, a superar o maior nível de sua história, registrado em janeiro de 2000. Por volta das 12h32 (13h32 de Brasília), o Dow Jones subia 83,96 pontos (0,72%), chegando a 11.754,31, após cair 8,72 pontos na segunda-feira.Este nível supera os 11.722,98 pontos do fechamento de 14 de janeiro de 2000, o mais alto da história, e também bate os 11.750,28 pontos registrados naquele mesmo dia, o maior nível já atingido pelo Dow Jones. PetróleoO barril de petróleo Brent vem sendo um dos principais responsáveis pelo resultado inédito do indicador. O petróleo de referência na Europa caía nesta terça mais de US$ 4 na Bolsa Intercontinental de Futuros (ICE Futures) de Londres e era negociado abaixo dos US$ 59, pela primeira vez desde fevereiro.O Brent chegou a cotar a US$ 58,37 durante o pregão, US$ 4,11 a menos que no fechamento do pregão anterior, mas depois começou a subir e era negociado a US$ 58,70 às 12h50 de Brasília, a três horas do fechamento do mercado regular.A queda do petróleo do Mar do Norte coincidiu com a do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve), que caía mais de US$ 2 e estava abaixo de US$ 59, devido à percepção entre os investidores de que há reservas suficientes de petróleo e combustíveis nos EUA para atender à demanda.Os analistas indicaram, porém, que a atual queda do petróleo é um fato pontual e esperam que, diante dos próximos meses, o petróleo mantenha uma tendência ascendente. Matéria alterada às 16h11 para acréscimo de informações

Agencia Estado,

03 de outubro de 2006 | 14h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.