carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Petróleo é setor dos que mais investem, indica Mantega

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, reiterou nesta segunda-feira, 28, em São Paulo, que o setor de petróleo e gás é um dos que mais investem. O ministro participou do seminário Rumos da Economia organizado pela Revista Brasileiros. Reforçou também que o Programa de Concessões Públicas alimentará os investimentos e ampliará a infraestrutura.

RICARDO LEOPOLDO E FRANCISCO CARLOS DE ASSIS, Agencia Estado

28 de abril de 2014 | 13h21

Em slide que trouxe para o evento, Mantega mostrou que os investimentos em 2014 deverão atingir a cifra de R$ 73,8 bilhões. Segundo ele, o Programa de Concessões Públicas deve envolver R$ 679 bilhões em cinco anos. Ele disse também que o Brasil poderá continuar aumentando da renda per capita se for dada continuidade à política adotada.

O ministro Mantega disse que o governo está trabalhando para viabilizar o aumento das importações de carros da Argentina. Mas observou que há dificuldades de a indústria automobilística para exportar para o país vizinho.

Negou que o governo adote uma política econômica intervencionista, o que seria uma crítica de segmentos de analistas e economistas. "Intervencionismo é o governo americano ter despejado bilhões de dólares na sua economia e ter inclusive participação acionária na GM", apontou.

Ele ressaltou que a gestão de uma empresa estatal é por natureza diferente de uma companhia privada, pois o acionista controlador é o governo, cujo o foco é administrar a política macroeconômica a fim de maximizar o bem estar de toda a população. "Fazemos política industrial e keynesiana", comentou. "Uma empresa estatal não é privada e tem algum nível de intervenção", disse.

O ministro rechaçou veementemente que o governo esteja provocando perda de valor de mercado da Petrobras. Ele citou que a produção da companhia vai crescer 7,5% neste ano e registrou um lucro de R$ 23 bilhões em 2013. "Como uma empresa que teve lucro de R$ 23 bilhões no ano passado e tem investimentos de grande porte, está quebrada? Não faz sentido", comentou.

"A Petrobras investe mais que a Exxon e a Shell. Poucas empresas de petróleo terão aumento de produção neste ano. E o aumento da produção da Petrobras vai continuar nos próximos anos. Vamos para uma produção de 4 milhões de barris por dia em 2020", comentou.

Tudo o que sabemos sobre:
Mantegainvestimentos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.