Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Petróleo em NY fecha em alta de 0,06%

Os contratos futuros de petróleo negociados na New York Mercantile Exchange (Nymex) fecharam em alta modesta nesta segunda-feira, após terem passado parte da sessão no terreno negativo um dia antes do vencimento do contrato da commodity para maio. Dados positivos dos EUA ajudaram os preços a saírem do vermelho.

STEFÂNIA AKEL, Agencia Estado

21 de abril de 2014 | 16h56

O petróleo para maio negociado na Nymex subiu US$ 0,07 (0,06%), para US$ 104,37 por barril, o maior nível desde 3 de março. O contrato do brent para junho subiu US$ 0,45 (0,4%), fechando a US$ 109,95 por barril na ICE.

Os preços do petróleo caíam mais cedo, mas reverteram a direção após o índice de indicadores antecedentes dos EUA, medido pelo Conference Board, subir 0,8% em março, para 100,9, depois de ter avançado 0,5% em fevereiro. A previsão dos economistas era de alta de 0,7%.

O Conference Board afirmou que parte da alta foi motivada por indicadores do mercado de trabalho, o que potencialmente apoia o consumo de petróleo na medida em que as pessoas voltam à força de trabalho e dirigem até seus empregos.

Enquanto isso, Rússia e Ucrânia trocam acusações sobre a responsabilidade pelo tiroteio ocorrido no leste da Ucrânia ontem. A crescente instabilidade no país tem sido vista no mercado de petróleo como um potencial catalisador para interrupções no fornecimento da commodity, apesar de analistas ressaltarem que isso não deve ocorrer. "Os traders estão avaliando o que está ocorrendo por lá, mas ao mesmo tempo acreditam que o fornecimento da Rússia não deve ser interrompido", disse Addison Armstrong, trader da Tradition Energy. Com informações da Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoNYfechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.