Petróleo fecha abaixo de US$ 40 pela primeira vez na semana

A anúncio da Arábia Saudita de que aumentará a produção de petróleo em junho e o pedido para que a Opep também produza mais derrubaram os preços nos mercados de Nova York e Londres. Pela primeira vez em mais de uma semana, os contratos futuro de junho no mercado norte-americano fecharam abaixo dos US$ 40, em US$ 39,93 o barril, queda de 2,13%. Em Londres o barril terminou o dia em US$ 36,51, baixa 2,01%.Apesar do apelo dos árabes, analistas acreditam que mesmo que a Opep anuncie este final de semana, em Amsterdã, um aumento de 2 milhões de barris/dia, isso provavelmente não irá reduzir muito o preço. "Qualquer aumento provavelmente será de apenas 300 mil a 400 mil barris/dia, no máximo. Eu não acho que isso irá assustar os bulls (os que apostam na alta do mercado)", disse o vice-presidente sênior da Refco Energy Markets, Nauman Barakat, em Nova York.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.