Petróleo fecha abaixo de US$ 60 o barril pela 1ª vez em 3 meses

Os contratos futuros de petróleo fecharam abaixo de US$ 60,00 o barril pela primeira vez em três meses na New York Mercantile Exchange (Nymex), pressionados por uma acentuada liquidação nos futuros de produtos e temperaturas amenas, incomuns, para esta época do ano no hemisfério norte, disseram analistas. Os futuros de produtos também registraram acentuado declínio e recuaram para a mínima em vários meses.O declínio inicial foi desencadeado pela queda dos preços dos futuros de gás natural e preocupações relacionadas com o enfraquecimento da demanda, mas o movimento se acentuou quando os grandes fundos de commodity passaram a comandar as vendas. Traders disseram que a ausência de compras nas mínimas pelos caçadores de barganha - um fato que era comum no mercado no auge da liquidação - indica que as perdas dos participantes do mercado não serão revertidas tão facilmente como foram nas sessões anteriores."Depois da primeira liquidação, nós esperamos, olhamos ao redor e nos perguntamos: ´onde estão todos os compradores?´", disse Ed Silliere, trader de energia da Energy Merchant Intermarket LLC em Nova York. "Os preços estão se movendo para baixo, o mercado está sentindo a aflição e os traders estão saindo", disse. "Este movimento é real. Eu penso que (no futuro) vamos olhar de volta para isso e ver que esse dia foi um divisor de águas", acrescentou.Na Nymex, os contratos de petróleo para dezembro fecharam em US$ 59,76 o barril, em queda de US$ 1,46 (-2,38%). A mínima foi de US$ 59,27 e a máxima de US$ 60,50.Em Londres, no sistema eletrônico da International Petroleum Exchange (IPE), os contratos de petróleo Brent para dezembro fecharam em US$ 58,10 o barril, em queda de US$ 1,32. A mínima foi de US$ 57,69 e a máxima de US$ 59,45.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.