Petróleo fecha acima de US$126 por barril pela primeira vez

Os preços do petróleo subiram nestasexta-feira, fechando acima de 126 dólares pela primeira vez,alimentados por um aumento do Goldman Sachs em sua previsão dospreços para o segundo semestre de 2008, um dólar fraco epreocupações com reservas da commodity. Notícias de que a Arábia Saudita aumentou sua produção paracompensar a queda de outros produtores impediram que o petróleose mantivesse no preço recorde intradia perto de 128 dólares. Na Nymex, o contrato junho saltou 2,17 dólares, ou 1,75 porcento, para fechar a 126,29 dólares por barril, após sernegociado entre 124,04 e o novo recorde de 127,82 dólares. O Goldman Sachs elevou sua projeção do preço médio dobarril de petróleo no segundo semestre de 2008 para 141 dólareso barril. "Após ser negociado perto do fechamento das operaçõesnoturnas de ontem, os preços do petróleo saltaram nesta manhãapós o Goldman Sachs elevar sua projeção", afirmou em nota MikeFitzpatrick, vice-presidente da MF Global. A Arábia Saudita aumentou sua produção em 300 mil barrispor dia para atender à demanda e compensar a baixa produção deoutros produtores, disse o ministro de Petróleo da ArábiaSaudita Ali al-Naima. "Os sauditas estão elevando sua produção mas na verdadeeles estão tentando ajudar o presidente (norte-americano GeorgeW.) Bush, mas na realidade eles não estão aumentando a produçãototal da Opep pois eles estão apenas compensando", disse NaumanBarakat, vice-presidente sênior da Macquarie Futures USA. Em Londres, o petróleo tipo Brent subiu 2,36 dólares parafechar a 124,99 dólares por barril, sendo negociado entre122,71 e 126,34. (Reportagem de Robert Gibbons)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.