Petróleo fecha acima de US$62 por queda no estoque e dólar fraco

Os futuros do petróleo nos Estados Unidos fecharam acima dos 62 dólares por barril nesta quarta-feira, o maior valor em seis meses, impulsionados por uma queda maior que a esperada nos estoques domésticos do produto na semana passada.

REUTERS

20 de maio de 2009 | 17h30

Dados na Administração de Informação de Energia dos EUA mostraram queda de 2,1 milhões de barris nos estoques domésticos de petróleo na semana de 15 de maio, para 368,5 milhões de barris.

Pesquisa Reuters indicava queda de 200.000 barris na última semana.

O enfraquecimento do dólar para o menor valor em quase cinco meses após as minutas da última reunião do Federal Reserve também impulsionou o contrato.

"O dólar fraco está apoiando o petróleo após as minutas do FOMC", disse Tom Bentz, analista sênior da BNP Paribas Commodity Futures em Nova York.

Na Nymex, o petróleo para entrega em julho subiu 1,94 dólar, ou 3,23 por cento, a 62,04 dólares por barril, o maior valor desde 11 de novembro, quando fechou em 62,41 dólares por barril.

O contrato foi negociado entre 59,86 dólares e 62,14 dólares, o maior valor intradia desde 11 de novembro, quando chegou a ser negociado em 62,28 dólares.

Em Londres, o petróleo Brent para entrega em julho subiu 1,67 dólar, ou 2,83 por cento, a 60,59 dólares por barril.

(Reportagem de Gene Ramos e Robert Gibbons)

Tudo o que sabemos sobre:
PETROLEOFECHAALTA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.