Petróleo fecha em alta apesar de crescimento das reservas

Os preços do petróleo fecharam emalta nesta quarta-feira, revertendo as perdas iniciais, apesarde um aumento acima do esperado das reservas da commodity naúltima semana. O aumento das reservas teve um impacto limitado, disseramoperadores, à medida que todo o crescimento se deu na costa doGolfo do México, que fica geograficamente isolada das outrasregiões petrolíferas e tem pouca influência nos mercadosfuturos do petróleo. Na Nymex, o contrato junho subiu 0,23 dólar, ou 0,19 porcento, para 118,30 dólares por barril, sendo negociado entre116,45 e 118,69 dólares. "Os dados (das reservas) deram suporte no geral. Só levouum tempo para o mercado avaliar os dados", disse Tom Bentz,analista da BNP Paribas Commodity Futures. Em Londres, o petróleo tipo Brent caiu 0,38 dólar, ou 0,33por cento, a 115,57 por barril, sendo negociado entre 114,58 e116,50 dólares por barril. A Administração de Informação de Energia afirmou que naúltima semana, as reservas de petróleo subiram 2,4 milhões debarris, para 316,1 milhões de barris, o dobro das projeções dapesquisa da Reuters com analistas e após duas semanas desurpreendentes baixas. (Reportagem de Gene Ramos e Robert Gibbons)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.