Petróleo fecha em queda após bater 7 recordes consecutivos

Os preços do petróleo fecharam emqueda nesta sexta-feira, quebrando uma sequência de sete altasconsecutivas, à medida que operadores aproveitaram pararealizar lucros após altas impulsionadas pelo fraco dólar. Na Nymex, o contrato abril caiu 0,12 dólar, ou 0,11 porcento, a 110,21 dólares por barril, após ter sido negociadoentre 108,84 e 110,92 dólares por barril. "Um dólar subindo ou caindo neste mercado volátil não émais novidade... depois do recorde, tem uma certa realização delucros aqui", disse um operador da Nymex. Em Londres, o petróleo tipo Brent venceu e fechou suaúltima sessão a 107,45 dólares por barril, caindo 0,09 porcento, operando entre 106,24 e 108,02 dólares, marcando um novorecorde. O dólar caiu para baixo de 99 ienes pelo segundo diaconsecutivo e atingiu um recode de baixa frente ao euro depoisque o Bear Stearns dizer que sua posição de liquidez piorou,forçando um financiamento emergencial. O fraco dólar estimulou especuladores a redirecionarem seusinvestimentos para as commodities. Em Wall Street, as bolsas norte-americanas caíramfortemente com temores de uma possível falência do BearStearns, o que levou investidores a se desfazerem das ações dosetor financeiro. A Opep afirmou que está produzindo mais petróleo do que osuficiente para manter os consumidores satisfeitos, mas umapossível recessão nos Estados Unidos pode levar a uma queda dademanda. (Reportagem de Gene Ramos e Robert Gibbons)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.