Petróleo fecha em queda com calor nos EUA e temores econômicos

Os preços do petróleo nos EstadosUnidos fecharam em queda nesta segunda-feira com as previsõesde que um inverno mais quente nos Estados Unidos irá diminuir ademanda por óleo de aquecimento, junto com uma perspectivafraca de uso energético em meio a uma desaceleração econômica. Os preços ficaram em território positivo durante parte dasessão após notícias de que a névoa no canal de Houston estavaatrasando os embarques, o que potencialmente poderia abalar asreservas norte-americanas de petróleo que já caíram para o seumenor nível em dois anos. Na Nymex, os contratos janeiro fecharam em queda de 0,42dólar a 87,86 dólares o barril, enquanto que o petróleo tipoBrent para janeiro, negociado em Londres, caiu 0,43 dólar a88,21 dólares por barril. "Nas operações de hoje, pelo menos, o medo de uma contraçãona demanda energética dominou", disse Mike Fitzpatrick,vice-presidente da MF Global. "Mas isto pode ser revertidoamanhã mesmo". A demanda por óleo de aquecimento ficou 13 por cento abaixodo normal nesta semana devido ao aumento da temperatura acimada média em regiões consumidoras, segundo o relatório semanalde previsão do tempo National Weather Service divulgado nestasegunda-feira. Os preços do petróleo nos Estados Unidos estão em quedadesde que atingiram seu recorde de 99,29 dólares o barrildurante a sessão de 21 de novembro em meio a sinais defragilidade na economia norte-americana o que, segundooperadores, pode provocar uma forte redução na demanda porenergia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.