Petróleo nos EUA cai de olho na produção saudita

Os preços do petróleo nos EstadosUnidos fecharam em queda nesta terça-feira, com operadoresesperando que a Arábia Saudita eleve em breve sua produção,após o recorde de intradia de quase 140 dólares o barrilregistrado na véspera. O petróleo ainda assim terminou acima das mínimas dasessão, um dia antes da divulgação dos dados semanais deestoques dos EUA, que, segundo previsões, devem mostrar umaqueda das reservas da commodity na última semana. Na Nymex, o contrato julho fechou em queda pela terceirasessão consecutiva, a 134,01 dólares por barril, caindo 0,60dólar, ou 0,45 por cento, após ter sido negociado entre 132dólares e 135,23 dólares. O petróleo atingiu um recorde de intradia a 139,89 dólaresna segunda-feira. "O mercado está sentindo o que acontece ao seu redor, comreservas e a reunião saudita na próxima semana para o mercadose concentrar", disse Stephen Schork, editor da Schork Report. Em Londres, o petróleo tipo Brent fechou em queda de 1,11dólar, ou 0,82 por cento, a 133,60 dólares por barril, sendonegociado entre 132 e 135,28 dólares. A Arábia Saudita irá receber produtores e consumidores emJeddah, em 22 de junho. O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon afirmou no domingoque a Arábia Saudita planeja elevar a sua produção para 9,7milhões de barris por dia em julho. "O principal ponto neste momento é a quantidade de novopetróleo que pode ser exportado da Arábia Saudita após estareunião no domingo", disse Peter Beutel, presidente da CameronHanover. (Reportagem de Gene Ramos e Robbert Gibbons)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.