finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Petróleo nos EUA devolve ganhos e fecha praticamente estável

Os preços do petróleo fecharam praticamente estáveis nesta sexta-feira, após ganhos em momentos anteriores da sessão com a queda do dólar, mas que foram devolvidos devido às preocupações econômicas em meio a fracos dados de emprego nos EUA. Na Nymex, o contrato dezembro fechou em alta marginal de 0,27 dólar, ou 0,44 por cento, a 61,04 dólares por barril, sendo negociado entre 59,97 e 62,82 dólares. A sessão derrubou em alguns momentos os preços para abaixo de 60 dólares pela primeira vez desde 22 março de 2007, quando os preços atingiram 59,95 dólares. O petróleo caiu 6,77 dólares, ou 9,98 por cento, na semana. Desde a máxima de 147,27 dólares atingida em julho deste ano, a commodity já perdeu quase 60 por cento. Cobertura de posições vendidas após o mergulho de quinta-feira a mínimas em 19 meses e a alta das bolsas de valores, ajudaram a deixar o mercado petrolífero no positivo. "O petróleo, assim como o mercado acionário, está se segurando... as pessoas vieram hoje em meio a preocupações que os dados do desemprego pudessem derrubar os mercados, mas isto não ocorreu", afirmou Andy Lebow, operador da MF Global. "Mas apesar disso, os números parecem bastante fracos. O mercado de petróleo tem que olhar para o fato de que estamos perdendo empregos e que isto irá finalmente impactar na demanda por petróleo". Em Londres, o petróleo tipo Brent caíram 0,08 dólar, ou 0,01 por cento, a 57,35 dólares por barril, sendo negociado entre 56,62 e 59,43 dólares.

REUTERS

07 de novembro de 2008 | 19h44

Tudo o que sabemos sobre:
PETROLEOFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.