Petróleo nos EUA sobe com Nigéria e alta de mercado acionário

Os futuros do petróleo nos Estados Unidos tiveram forte alta nesta segunda-feira com ataques na Nigéria e um otimismo sobre a recuperação econômica impulsionando o mercado acionário, deixando de lado temores sobre a demanda e grandes estoques domésticos da commodity.

REUTERS

29 de junho de 2009 | 17h20

"As ações estão um pouco mais fortes e isto tem ajudado o mercado", disse Peter Beutel, presidente da Cameron Hanover em Connecticut.

A demanda por petróleo nos EUA em abril foi revisada para cima, com 216.000 barris por dia a mais do que o estimado anteriormente, embora ainda apresente queda de 1,297 milhões de barris por dia em comparação com o ano anterior, disse a Administração de Informação de Energia dos EUA.

O principal grupo militante da Nigéria disse que seus combatentes atacaram uma instalação de petróleo da Royal Dutch Shell no Delta do Níger nesta segunda-feira.

Na Nymex, o petróleo para entrega em agosto subiu 2,33 dólares, ou 3,37 por cento, a 71,49 dólares por barril, o maior valor de fechamento desde 12 de junho, quando chegou a 72,04 dólares.

Em Londres, o petróleo Brent para agosto subiu 2,07 dólares, ou 3 por cento, para 70,99 dólares por barril.

(Reportagem de Gene Ramos e Robert Gibbons)

Tudo o que sabemos sobre:
PETROLEOFECHAALTA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.