Petróleo nos EUA volta a subir e fecha acima de US$90 o barril

Os futuros do petróleo bruto negociados nos Estados Unidos fecharam em alta nesta terça-feira, depois de quatro sessões de baixa. Embora tenha fechado abaixo das altas iniciais, provocadas pelo corte na taxa básica de juros do banco central da Austrália, fato que animou alguns mercados, o primeiro contrato ainda teve fôlego para terminar o dia com ganhos de mais de 2 dólares. A preocupação com uma desaceleração econômica, que poderia diminuir a demanda por petróleo, limitou as altas do dia. "O petróleo saltou hoje porque acho que a queda para menos de 88 dólares ontem foi um exagero", disse Mark Waggoner, presidente da Excel Futures. "Ainda estamos com problemas no Golfo do México, mas isso tem sido ofuscado por todas as notícias de quebras de bancos e problemas financeiros. As notícias da Líbia de que a Opep pode ter que cortar a oferta de petróleo para elevar os preços também foi deixada de lado." Na Nymex, o contrato novembro teve alta de 2,25 dólares, ou 2,56 por cento, para fechar a 90,06 dólares por barril, após ter sido negociado entre 87,87 e 93,02 dólares. Na segunda-feira, o contrato chegou a bater 87,56 dólares, menor valor registrado desde os 86,24 dólares em 7 de fevereiro. Em Londres o contrato novembro do petróleo Brent caiu 98 centavos, ou 1,17 por cento, para 84,66 o barril, sendo negociado entre 82,84 e 87,99 dólares. (Reportagem de Gene Ramos e Robert Gibbons)

REUTERS

07 Outubro 2008 | 19h04

Mais conteúdo sobre:
PETROLEO FECHA ATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.