Petróleo permanece acima de US$90 com temores de recessão

O petróleo permanecia acima de 90dólares o barril na sexta-feira, devido a preocupações de queos Estados Unidos possam mergulhar em uma recessão e prejudicara demanda do maior consumidor do mundo. O petróleo nos EUA subia 0,22 dólar, para 90,35 dólares obarril por volta das 9h30, horário de Brasília, depois de bater89,61 dólares, seu menor patamar em um mês. As negociaçõespodem ser distorcidas na sexta-feira, às vésperas do vencimentodo contrato fevereiro na terça-feira. A bolsa de Nova York e outros mercados financeiros dos EUAestarão fechados na segunda-feira devido ao feriado de MartinLuther King. O Brent em Londres ganhava 0,58 dólar, para 89,33 dólares. "Há preocupações com o panorama da economia dos EUA. Háoutros fatores --o tempo no América do Norte está quente e nãohá demanda significante para aquecimento", disse Gerard Burg,do National Australian Bank. O petróleo caiu 10 por cento desde que atingiu o recorde de100,09 dólares o barril em 3 de janeiro, reduzindo a chance daOrganização de Países Exportadores de Petróleo (Opep) elevar aprodução quando se reunir em 1o de fevereiro. (Reportagem de Felicia Loo em Cingapura)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.